Foto: Assessoria do Incra/RJ

A notícia foi veiculada este mês no portal do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF) Campus Bom Jesus do Itabapoana. A instituição vai fornecer os cinco primeiros anos do Ensino Fundamental a aproximadamente 300 trabalhadores rurais de sete assentamentos dos municípios de Cardoso Moreira, São Francisco do Itabapoana e Itaperuna, todos no Estado do Rio de Janeiro. Os investimentos para custear esse trabalho serão da ordem aproximada de R$ 1,2 milhão, com direcionamento de profissionais para lecionarem junto aos trabalhadores e ainda o fornecimento de infraestrutura junto às comunidades. Esses recursos virão do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), braço de ação  do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Aulas têm previsão de início no segundo semestre de 2019

Antes de iniciarem os trabalhos entre o público-alvo, professores, monitores e coordenadores de cada cidade estarão sendo capacitados para no segundo semestre deste ano, começarem as aulas que durarão dois anos e formatura prevista para junho de 2021, com aulas sendo ministradas em diversas disciplinas tais como Língua Portuguesa, Educação Física, Matemática, Ciências,dentre outras além de práticas agrícolas e manejos agroecológicos. As aulas seguirão o modelo da pedagogia da alternância, em que os alunos passam um período tendo aulas na instituição de ensino e um tempo na comunidade onde vivem. Segundo Carlos, essa é uma oportunidade de ver a verdadeira inserção do tripé ensino, pesquisa e extensão, premissa dos Institutos Federais. Segundo o diretor-geral do Campus Bom Jesus, professor Carlos Freitas, o projeto representa um grande salto para o desenvolvimento regional. “Ofereceremos a estes jovens e adultos uma nova oportunidade de inserção na sociedade. Pessoas capazes de ler e escrever, com certeza, melhoram em muito sua qualidade de vida em todos os aspectos: social, político, intelectual e cultural. Além disso, serão profissionalmente qualificados, em técnicas vocacionadas à sua realidade. Faremos um itinerário formativo que verdadeiramente atendam às suas necessidades”, explica.


O projeto conta ainda com a parceria das prefeituras dos municípios onde estão localizados os assentamentos, da Universidade Federal Fluminense, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA). A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz), também atuará em comunidades das regiões da Baixada Fluminense, Sul e Norte do estado.Nas regiões noroeste e norte fluminense serão atendidos os assentamentos Chico Mendes, Francisco Julião e Paz na Terra, no município de Cardoso Moreira; Tipity e Zumbi dos Palmares, em São Francisco do Itabapoana; Floresta de Belém e Nova Esperança do Aré, em Itaperuna.

Fonte: Portal IFF


Postar um comentário:

0 comments:

Obrigado Por Participar!

Notícias | Lives | Colunas | Estreito laço com leitores, colaboradores e anunciantes! Campos dos Goytacazes, Baixada Campista e Região. Jornal Notícias em Foco “JNF – Jornalismo Inovador! Foco, Ética e Verdade."

| Fique Por Dentro |

| Notícia em Destaque |

De olho na agricultura e à produção agropecuária

CIDEENF: Campos e região conhecem programas da Conab A apresentação aconteceu no auditório da prefeitura. Na ocasião, foram apresentados ...

| Veja Também |

Tecnologia do Blogger.